"Nosso corpo é nosso templo, nossa vida deve ser nossa religião e cuidar dela nosso ato de fé".

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

O que fazer para não passar vergonha com a transpiração nos dias mais quentes



De acordo com o Dr. Sergio Serpa, dermatologista e ex-presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica, o primeiro passo é diferenciar a transpiração excessiva (hiperidrose) do mau cheiro causado pelo suor (bromidrose). “O homem geralmente transpira mais do que a mulher, porém é preciso ver se sua quantidade de transpiração está acima do normal, causando transtornos sociais. Já o o mau cheiro é devido uma bactéria que todos nós temos no nosso corpo. O suor produzido nas axilas tem um conteúdo protéico maior do que o resto de outras partes do corpo. As bactérias se alimentam da gordura do suor e liberam toxinas responsáveis pelo mau cheiro.”

Tanto para a hiperidrose quanto para bromidrose existem tratamentos eficazes. Para o primeiro caso, a aplicação de Toxina Botulínica, que reduz a transpiração de 60% a 90%, de acordo com Dr. Serpa. “É um tratamento que tem alto custo-benefício e com resultados muito bons”, conclui.

Já para o mau cheiro em excesso ele indica a consulta com um dermatologista para a indicação de fórmulas manipuladas que vão agir diretamente nas bactérias. “As pessoas não precisam ter vergonha deste problema, porque é absolutamente normal o ser humano ter cheiro quando transpira e isto varia de pessoa para pessoa”, conclui Dr. Serpa.

Para os homens que não tem problemas graves de transpiração, vale a pena prestar atenção quando for a farmácia. “Desodorantes são para diminuir o odor, enquanto os antitranspirantes atuam na redução da transpiração”, explica o dermatologista.

De uma forma geral, ambos diminuem de 30% a 40% os transtornos causados pela transpiração. Existem vários produtos no mercado em formato de sprays, roll on, cremes e talcos. Para quem tem tendência a foliculite (pelo encravado) devem tomar cuidado com produtos em creme ou talco, porque obstruem os poros e podem piorar o quadro. Já os com pele mais sensível, devem evitar produtos a base de álcool.

Lembre-se que antes de aplicar seu desodorante ou antitranspirante, é bom secar as axilas e logo em seguida aplicar o produto e esperar evaporar antes de se vestir, para evitar manchas na camisa. Nos dias mais quentes, também recomenda-se o uso de roupas de tecidos naturais, como algodão e linho, que permitem que a pele respire melhor.

Se você é daqueles que preferem usar desodorantes com perfume, muito cuidado nesta hora e nada de misturar as fragrâncias. Mesmo com teor menor de fixação do que um perfume, ainda assim os desodorantes perfumados podem interferir no seu cheiro final. O mercado oferece uma combinação muito prática para não errar: perfume e desodorante com as mesmas notas olfativas, assim o equilíbrio está garantido.

Mas não é só nas axilas que os homens devem se ater. Com o aumento da temperatura, há maior produção de gordura que pode causar aquele brilho excessivo no rosto. Neste caso, é bom começar a usar cremes antibrilho que regulam a produção das glândulas sebáceas. Também é bom carregar na pasta ou mochila, lenços umedecidos que dão um upgrade imediato na aparência. Eles também podem ser usados para limpar as axilas, caso sinta que seu desodorante está vencendo.

Axilas, ok. Rosto, ok. Não se esqueça dos pés. Já que nem sempre é possível usar chinelos e sandálias, sabemos que sapatos e tênis fazem com que nossos pés fiquem mais úmidos no calor, tornando-se um ambiente propício para que aquelas bactérias do suor se proliferem. O uso de um bom talco antissético é altamente recomendado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails